Translate

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O que realmente queremos ?


Boa tarde querido diário, ontem agente não se falou, mas foi por um bom motivo, é que eu estava conversando com o meu amigo, o Espírito Santo, aquele que Jesus falou que ficaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos, Esse mesmo. Ele estava puxando a minha orelha, verdadeiramente me passando o maior sabão, Ele lembrou-me como muitas vezes desejamos coisas boas, mas chamamos a existência de coisas ruins.Sabe quando...uma namorada deseja que o namorado seja fiel e chama de cachorro! sem vergonha ! safado! descarado ! e coisas semelhantes, ele não vai melhorar muito se for chamado dessa forma, pelo contrário só vai piorar, e quando uma mãe quer que o filho seja inteligente e perde a paciência quando está ensinando e diz "esse menino é muito burro, não aprende nada", depois dessa declaração vai ficar um pouco difícil dele aprender não é ? ou quando o marido chama a mulher de "senhora encrenca" e depois quer que ela seja uma santa. Ele me lembrou que Deus criou tudo através da palavra como quando disse, haja luz e houve luz e viu Deus que a luz era boa, ou quando disse Abraão sê tu uma benção, depois disso Abraão não se tornou uma maldição, pelo contrario, ele é conhecido como nosso pai na fé, é realmente a palavra tem poder. Querido diário eu aprendi que devemos aprender a chamar a existência as coisas que não existem, se o namorado é sem vergonha, cachorro, descarado, devemos chamar a existência de um namorado fiel,temente e obediente a Deus, se o filho é burrinho, devemos chamar a existência de um filho inteligente, se a mulher é uma senhora encrenca, chama a existência de uma mulher santa !. Eh! querido diário não é uma tarefa muito fácil enxergar uma coisa e ver outra, acho que é por isso que agente ora de olhos fechados, mas vale a pena praticar afinal ninguém quer um namorado safado! cachorro! e sem vergonha !, um filho burro, e uma senhora encrenca.

E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4

E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus : Haja luz ; e houve luz.
E viu Deus que era boa  a luz  : e fez Deus separação entre a luz e as trevas. (Gênesis 1:3,4)

(Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem. Romanos 4:17





E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

Gênesis 1:3-4


Palavra de hoje